Pular para o conteúdo
Início » Dieta Cetogênica: Como Emagrecer com a Redução de Carboidratos

Dieta Cetogênica: Como Emagrecer com a Redução de Carboidratos

Você conhece a Dieta Cetogênica? É indiscutível que a busca por uma alimentação saudável e equilibrada ganhou destaque nos últimos anos. Entre as diversas abordagens, a dieta cetogênica tem sido uma das mais discutidas, prometendo resultados notáveis na redução de peso e no controle de fatores de risco para doenças. No entanto, é fundamental compreender que essa dieta não é adequada para todos, e seu uso requer orientação profissional.

Dieta Cetogênica
Dieta Cetogênica: Como Emagrecer com a Redução de Carboidratos

O que é a Dieta Cetogênica?

A dieta cetogênica é um plano alimentar elaborado para induzir a cetose, um processo metabólico que ocorre quando os níveis de glicose no corpo estão baixos. Na ausência de glicose, o organismo começa a quebrar as células de gordura para produzir corpos cetônicos, que servem como fonte de energia.

Para alcançar a cetose, a dieta cetogênica propõe uma ingestão reduzida de carboidratos e um aumento na ingestão de gorduras. Geralmente, limita-se o consumo de carboidratos a menos de 50 gramas por dia, mas é importante ressaltar que essa quantidade deve ser ajustada de acordo com as necessidades individuais e a saúde de cada pessoa.

A nutricionista destaca que a cetose fisiológica ocorre em situações como jejum, exercício físico intenso, ausência de insulina ou consumo de dietas com baixo teor de carboidratos. Portanto, esse tipo de dieta segue essa premissa, estimulando o corpo a queimar gordura como fonte primária de energia.

Para quem é indicada a Dieta Cetogênica?

A dieta cetogênica é amplamente conhecida por seu uso no tratamento de convulsões em pacientes com epilepsia refratária, ou seja, aqueles que não respondem adequadamente aos medicamentos convencionais. Uma neurologista da Unifesp, enfatiza que essa dieta é considerada uma terapia médico-nutricional nesses casos.

Além da epilepsia, essa dieta está sendo estudada como uma estratégia terapêutica para diversas outras condições médicas, como diabetes tipo 2, síndrome metabólica, doenças cardiovasculares e distúrbios neurológicos. No entanto, é importante lembrar que, apesar dos relatos positivos sobre seus benefícios, a eficácia e segurança a longo prazo ainda não estão totalmente estabelecidas.

Embora a dieta cetogênica possa levar a uma rápida perda de peso, as evidências disponíveis indicam que esses resultados são geralmente observados no curto prazo, com duração máxima de 6 a 12 meses.

Cardápio da Dieta Cetogênica

A composição da dieta cetogênica varia, mas geralmente consiste em cerca de 60% a 80% das calorias provenientes de gorduras, 20% de proteínas e 10% de carboidratos. No entanto, é importante ressaltar que essa dieta não se trata apenas de consumir qualquer tipo de gordura.

Segundo a nutricionista, é essencial privilegiar alimentos ricos em gorduras mono e poli-insaturadas, enquanto se reduz o consumo de gorduras saturadas, hidrogenadas e colesterol. Alimentos como sementes, abacate, azeitonas, castanhas, azeite de oliva e óleo de girassol são opções recomendadas.

Por outro lado, massas, pães, cereais, tubérculos e raízes são limitados na dieta cetogênica, devido ao seu alto teor de carboidratos.

Veja outros tipos de dieta para Emagrecer e Desinchar

Riscos da Dieta Cetogênica

A dieta cetogênica é uma abordagem restritiva que limita não apenas a ingestão de carboidratos, mas também de vegetais e frutas, que são fontes essenciais de fibras, antioxidantes e outros nutrientes. Isso pode levar a problemas como constipação e desnutrição, especialmente em relação a vitaminas e minerais.

Outro ponto de atenção é a possibilidade de desenvolver cetoacidose, uma condição perigosa em que os níveis de corpos cetônicos no sangue se elevam excessivamente. Isso é mais comum em pacientes com diabetes mellitus e pode causar acidose, desidratação e, em casos graves, até mesmo a morte.

Além disso, essa dieta pode sobrecarregar o fígado, um órgão crucial no metabolismo de lipídios. Outros riscos incluem pressão baixa, formação de pedras nos rins, transtornos alimentares e aumento da suscetibilidade a doenças cardiovasculares.

No entanto existe uma forma de fazer a dieta cetogênica sem os riscos mencionados acima. Consiste em beber 30g de um certo suco fermentado ao dia. Esse novo suco lançado recentemente, chamado Zenkkô Juice, está dando o que falar em meio às pessoas que estão buscando emagrecer ou lutando contra a obesidade. Muitos já estão dando depoimentos mostrando resultados excelentes em apenas 1 mês tomando este suco.

Conheça melhor o Zenkkô Juice: O Suco Poderoso que está revolucionando o Mercado da Saúde

Tenha o Zenkkô Juice na sua casa hoje mesmo

Conheça Zenkkô Juice Aqui

Quem não deve fazer a Dieta Cetogênica?

Devido aos riscos associados à dieta cetogênica, ela não é recomendada para certos grupos, incluindo:

  • Pessoas com distúrbios hepáticos.
  • Indivíduos com doenças renais.
  • Gestantes e lactantes.
  • Crianças sem supervisão médica.
  • Pessoas com histórico de transtornos alimentares.
  • Aqueles com diabetes tipo 1, a menos que sob estrita supervisão médica.

Qualquer pessoa que considere iniciar essa dieta deve consultar um profissional de saúde qualificado para avaliar sua adequação à dieta cetogênica.

Em resumo, a dieta cetogênica é uma estratégia que visa a redução de peso e o controle de fatores de risco para doenças. No entanto, seu uso deve ser cuidadosamente considerado, personalizado e monitorado por um profissional de saúde, levando em conta as necessidades individuais e os potenciais riscos à saúde. Além disso, é fundamental adotar um estilo de vida equilibrado e ativo para obter resultados sustentáveis a longo prazo. A saúde deve sempre ser priorizada em qualquer plano alimentar.

Fontes: nav.dasa.com.br e Alta Diagnósticos.

Entenda melhor a Psoríase e o seu tratamento