Pular para o conteúdo
Início » Colite: o que é, tipos, sintomas e tratamentos

Colite: o que é, tipos, sintomas e tratamentos

A colite ulcerativa é uma condição de saúde que afeta o intestino grosso, também conhecido como cólon. Trata-se de uma doença inflamatória crônica que resulta em inflamação e ulcerações na parede do cólon, levando a sintomas desconfortáveis e, em casos graves, a complicações sérias. Neste artigo, discutiremos em detalhes o que é a colite ulcerativa, seus tipos, sintomas e opções de tratamento disponíveis.

O que é a colite ulcerativa?

A colite ulcerativa é uma das principais doenças inflamatórias intestinais (DII). Ela se caracteriza pela inflamação crônica do cólon, que pode se estender desde o reto até partes mais altas do intestino grosso. Esta inflamação crônica causa úlceras na parede intestinal, resultando em sintomas como diarreia com sangue, cólicas abdominais, urgência para defecar e, em casos graves, febre. A causa exata da colite ulcerativa é desconhecida, mas fatores genéticos e uma resposta imunológica anormal parecem desempenhar um papel no seu desenvolvimento.

Colite Ulcerativa
Colite: o que é, tipos, sintomas e tratamentos

Tipos de colite ulcerativa

A colite ulcerativa pode apresentar diferentes tipos, dependendo da extensão da inflamação no cólon. Os principais tipos incluem:

  • Retocolite ulcerativa: Neste tipo, a inflamação está limitada ao reto. Os sintomas podem incluir urgência para defecar, sangramento retal e dor no ânus. Geralmente, a retocolite ulcerativa é uma forma mais leve da doença.

Saiba mais sobre Retocolite Ulcerativa

  • Colite distal: Neste caso, a inflamação se estende além do reto, afetando parte do cólon sigmoide. Os sintomas podem incluir diarreia com sangue, cólicas abdominais e urgência para defecar.
  • Colite extensa: A inflamação se espalha por uma grande parte do cólon, afetando a maioria do órgão. Isso pode resultar em diarreia grave, perda de peso e outros sintomas graves.

Sintomas da colite ulcerativa

Os sintomas da colite ulcerativa podem variar em gravidade e recorrência. Durante as crises da doença, os sintomas mais comuns incluem:

  • Diarreia com sangue: As fezes frequentemente contêm sangue vivo, o que é um sinal característico desta doença.
  • Cólicas abdominais: Dor na região abdominal, muitas vezes acompanhada de cólicas.
  • Urgência para defecar: Uma necessidade súbita e intensa de evacuar o intestino.
  • Febre: Em casos mais graves, a pessoa pode apresentar febre alta.
  • Perda de peso: Devido à diarreia crônica e à redução da absorção de nutrientes.

Diagnóstico da colite ulcerativa

O diagnóstico da colite ulcerativa é baseado em uma combinação de sintomas clínicos e exames médicos. Os principais métodos de diagnóstico incluem:

  • Sigmoidoscopia ou colonoscopia: Esses exames permitem que o médico visualize o interior do cólon e identifique a presença de úlceras e inflamação.
  • Exames de fezes: São realizados para descartar infecções bacterianas ou parasitárias.
  • Exames de sangue: Podem revelar anemia, inflamação e outros marcadores associados à colite ulcerativa.
  • Exames de diagnóstico por imagem: Radiografias abdominais podem ser úteis para avaliar a gravidade e a extensão da doença.

Tratamento da colite ulcerativa

O tratamento da colite ulcerativa visa controlar a inflamação, aliviar os sintomas e prevenir complicações. As opções de tratamento podem variar de acordo com a gravidade da doença e a resposta individual do paciente. As principais abordagens de tratamento incluem:

  • Aminossalicilatos: Medicamentos como sulfassalazina, mesalamina e outros são usados para reduzir a inflamação e prevenir crises de sintomas.
  • Corticosteroides: Em casos de sintomas graves, corticosteroides como a prednisona podem ser usados para induzir a remissão.
  • Medicamentos imunomoduladores: Medicamentos como azatioprina e mercaptopurina podem ser prescritos para suprimir a resposta imunológica e reduzir a inflamação.
  • Terapia biológica: Medicamentos como infliximabe, adalimumabe e vedolizumabe direcionam componentes específicos do sistema imunológico para reduzir a inflamação.
  • Cirurgia: Em casos graves ou complicados, a remoção cirúrgica do cólon (colectomia) pode ser necessária.
Conheça Zenkkô Juice Aqui

O tratamento da colite ulcerativa é individualizado e deve ser supervisionado por um gastroenterologista ou médico especializado em doenças inflamatórias intestinais. Além disso, mudanças na dieta, manejo do estresse e estilo de vida saudável também podem desempenhar um papel importante no controle da doença.

Em resumo, essa é uma doença inflamatória crônica do cólon que pode causar sintomas incômodos e, em casos graves, complicações sérias. Com diagnóstico adequado e tratamento adequado, muitas pessoas com colite ulcerativa podem alcançar e manter a remissão da doença, permitindo-lhes levar uma vida saudável e ativa.

Fontes:

  • https://www.msdmanuals.com/pt-br/casa/dist%C3%BArbios-digestivos/doen%C3%A7as-intestinais-inflamat%C3%B3rias-dii/colite-ulcerativa
  • https://clinicalucidioportella.com.br/colite-tipos-sintomas-e-diagnostico/

Chá de Salsa: Como fazer, benefícios e contraindicações

Receita de Chá de Cavalinha